Jornal que publicou charges de Maomé é cassado na Malásia

O governo da Malásia retirou a licença de publicação do jornal "Sarawak Tribune", que reproduziu as polêmicas caricaturas de Maomé, informou nesta quinta-feira a imprensa local.Na quarta-feira, o Conselho de Ministros aprovou por unanimidade a suspensão indefinida da licença do jornal, que publicou as charges no sábado.Membros do gabinete e o primeiro-ministro, Abdullah Ahmad Badawi, que é também ministro do Interior, consideraram que a reprodução das caricaturas do profeta foi uma grave transgressão, que exigia uma ação dura por parte do governo.A decisão do governo aconteceu depois de Abdullah anunciar, no início da semana, que tomaria medidas contra a publicação por divulgar as caricaturas, por considerar a ação "uma obra de provocação premeditada".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.