Jornal 'The New York Times' leva 5 prêmios Pulitzer

O jornal "The New York Times" recebeu hoje cinco prêmios Pulitzer, concedido anualmente pela Universidade de Columbia desde 1917, inclusive o de furo de reportagem pelo escândalo de prostituição que acabou com a carreira política do então governador de Nova York Eliot Spitzer. Na categoria Reportagem Internacional, o jornal teve reconhecida sua cobertura da guerra no Afeganistão e na batalha política no Paquistão. David Barstow ganhou seu segundo Pulitzer por seu trabalho acerca do conflito de interesses entre analistas militares que ajudaram canais de televisão a cobrir conflitos na Ásia. Completam a lista o crítico de arte Holland Cotter e o fotógrafo Damon Winter, premiado pelas imagens da campanha de Barack Obama para chegar à Casa Branca.

AE-AP, Agencia Estado

20 de abril de 2009 | 18h05

O jornal "Las Vegas Sun" recebeu o Pulitzer de prestação de serviço público por expor o alto índice de mortalidade entre operários que trabalham em obras na cidade. O prêmio de reportagem local foi para o "Detroit Free Press" por ter obtido mensagens de texto sexualmente explícitas que culminaram na queda do prefeito da cidade. O "East Valley Tribune", de Mesa, Arizona, também recebeu um Pulitzer de reportagem local por revelar como o foco de um xerife nos esforços anti-imigração vinha prejudicando as investigações de outros crimes.

Os vencedores do tradicional prêmio foram anunciados em um dos piores anos da história da indústria de jornal nos Estados Unidos, com demissões, falências e fechamentos provocados pela recessão e pelo êxodo de leitores e anunciantes para a internet.

Tudo o que sabemos sobre:
EUANew York TimesPulitzer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.