Louai BESHARA / AFP
Louai BESHARA / AFP

Jornalista alemão é libertado após 4 meses de prisão na Venezuela

Billy Six deverá se apresentar a cada 15 dias à Justiça

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2019 | 00h36

CARACAS - O jornalista alemão Billy Six foi libertado nesta sexta-feira, após permanecer quatro meses detido na sede do serviço de Inteligência em Caracas (Sebin), mas deverá se apresentar à Justiça a cada 15 dias.

"Libertado o jornalista alemão Billy Six (...). Impuseram (medidas) cautelares de apresentação a cada 15 dias e proibição de falar à imprensa sobre o caso. Exigimos liberdade plena. #InformarNoEsDelito", publicou a ONG Espaço Público, que defende a liberdade de expressão.

A libertação do jornalista, de 32 anos, ocorreu após "sua audiência de apresentação", informou o Sindicato Nacional de Trabalhadores da Imprensa (SNTP), que qualifica de "arbitrária" a prisão ocorrida em 17 de novembro.

Six foi detido na Península de Paraguaná, no Estado de Falcón, supostamente por fotografar o presidente Nicolás Maduro de "muito perto", segundo o Espaço Público.

O jornalista estava na Venezuela para investigar casos de narcotráfico, contrabando e tráfico de pessoas, assim como o êxodo dos venezuelanos provocado pela grave crise econômica. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.