Jornalista americana é brutalmente atacada no Peru

Sharon Stevenson, uma jornalista americana com residência no Peru que investigava a erradicação do cultivo de coca na selva peruana, foi atacada brutalmente por desconhecidos, informou a presidente da Associação de Imprensa Estrangeira, Mary Powers. Stevenson, jornalista independente que colabora com diversos meios de comunicação, como a revista Newsweek, a Voz da América e a CNN, foi atacada há uma semana quando se dirigia a uma entrevista, afirmou Powers à Associated Press.Segundo Powers, o estado de saúde de Stevenson, de 57 anos, é estável, mas espera-se um lento processo de recuperação. Powers disse que manteve segredo do ocorrido até agora para proteger a jornalista. Stevenson sofre de amnésia e não consegue se recordar do que aconteceu. A polícia a encontrou inconsciente ao lado de seu automóvel no último dia 10, num bairro pobre de Lima. Não se conhece a identidade das pessoas com as quais ela iria se encontrar, nem o propósito da entrevista.A brutalidade do ataque contra Stevenson, duramente golpeada e quase estrangulada, levou alguns amigos da jornalista a acreditar que seus agressores queriam matá-la.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.