Jornalista britânico é preso em Israel

A polícia israelense prendeu o jornalista britânico que, em 1986, havia entrevistado Mordechai Vanunu, que fez denúncias sobre o programa nuclear de Israel. Vanunu ficou 18 anos preso por conta das revelações que fez ao jornalista Peter Hounam. A prisão de Hounam se deu em território israelense, mas a Rádio Israel não deu maiores detalhes, citando uma ordem de censura.Vanunu foi libertado em 21 de abril, depois de concluir sua sentença por espionagem e traição. Hounam estava em Israel para cumprimentá-lo e preparar um documentário sobre o caso para a BBC. No entanto, os termos da libertação de Vanunu proíbem reuniões com estrangeiros ou declarações à mídia.Em 1986, Vanunu entregou ao jornal London Sunday Times informações e fotografias do reator nuclear secreto de Dimona. O jornal publicou uma extensa reportagem sobre o assunto, assinada por Hounam, que levou especialistas a concluir que Israel possui um grande arsenal nuclear. Vanunu, que se converteu ao cristianismo, vive numa igreja anglicana perto da Cidade Velha de Jerusalém.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.