Jornalista da BBC é detido e deportado na Turquia

Repórter que tentava entrar no país ficou cinco horas detido no aeroporto de Istambul e foi deportado para o Iraque

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2017 | 04h38

ANCARA - O repórter da rede de televisão pública BBC, Jiyar Gol, foi detido ontem de noite em um aeroporto de Istambul e deportado esta madrugada, 30, para Erbil, no Iraque, informaram meios de comunicação turcos. 

O próprio repórter explicou a situação em sua conta de Twitter: "Preso no aeroporto de Istambul, detido cinco horas, deportado. Motivo: minhas informações". 

Até agora as autoridades turcas não fizeram nenhuma declaração sobre o caso. "Tentei entrar na Turquia, mas me disseram que era proibido e me deportaram para o Iraque", explicou o jornalista em outra mensagem. 

Associações de jornalistas turcas e internacionais criticaram vários casos de jornalistas estrangeiros cujos nomes estariam em uma suposta lista negra que lhes impedia de entrar na Turquia. 

Nos últimos tempos, jornalistas estrangeiros não tiveram suas credenciais renovadas e outros foram impedidos de ingressar no país.  

Há um jornalista alemão em prisão preventiva desde fevereiro acusado de propaganda terrorista, o que prejudicou as relações entre Berlim e Ancara. 

Com mais de 100 jornalistas detidos, a Turquia é "a maior prisão do mundo para os profissionais dos meios de comunicação", informou a ONG Repórteres sem Fronteiras, que acusou a Justiça turca de fazer "uso abusivo" da prisão provisória como "uma forma de castigo". / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
ANCARATurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.