Jornalista da BBC morre no Afeganistão

Ahmad Omid Khpolwak trabalhava na Província de Uruzgan quando foi morto a tiros.

BBC Brasil, BBC

28 de julho de 2011 | 12h36

Um jornalista da BBC, Ahmad Omid Khpolwak, foi morto a tiros nesta quinta-feira durante um ataque de militantes na Província de Uruzgan, sul do Afeganistão.

O jornalista tinha 25 anos e, nos últimos três anos, trabalhou para o serviço pachto da BBC (um dos idiomas falados no Afeganistão). Ele também atuava na agência de notícias Pajhwoke e apresentava um programa em uma rádio local.

Segundo informações, Khpolwak estava trabalhando no escritório da TV e rádio locais da cidade de Tarin Kowt quando o local foi invadido por atiradores.

Além disso, foram registrados pelo menos dois ataques a bomba na cidade. Uma das bombas explodiu em frente ao gabinete do governador da Província e outra explodiu no escritório de uma empresa de segurança. No total, ao menos 22 pessoas morreram.

Depois das explosões ocorreu o tiroteio entre os militantes e as forças de segurança.

O diretor da BBC Global News, Peter Horrocks, disse que "a BBC e o mundo todo são gratos a jornalistas como Ahmad Khpolwak, que arriscam suas vidas para trabalhar em lugares perigosos".

O Talebã assumiu a responsabilidade pelos ataques desta quinta-feira, mas não há confirmação independente.

Metralhadoras

A maior parte dos confrontos ocorreu perto dos escritórios do governador e da empresa de segurança, que ficam perto do mercado principal da cidade e do prédio onde fica a sede da TV e rádio locais, onde estava o jornalista da BBC.

Moradores da cidade afirmam que os dois lados usaram metralhadoras, lançadores de foguetes e rifles durante os confrontos. Além dos mais de 20 mortos, os serviços de saúde relatam que outras 40 pessoas ficaram feridas.

Militantes afegãos aumentaram o número de ataques no país enquanto os soldados da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) iniciam a entrega da responsabilidade pela segurança às forças locais em algumas partes do Afeganistão.

Na quarta-feira, o prefeito da cidade de Kandahar foi morto em outro ataque suicida.

Há duas semanas, Ahmad Wali Karzai, irmão do presidente do país, Hamid Karzai, foi morto na mesma cidade.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
mortejornalistaafeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.