Jornalista diz que recebeu fita de Bin Laden no Paquistão

Um jornalista da tevê árabe Al Jazira, que divulgou uma fita de áudio com a suposta voz de Osama bin Laden, afirmou hoje que recebeu a gravação no Paquistão, de um agente do líder da Al-Qaeda. Ahmad Muaffaq Zaidan acrescentou que o emissário de Bin Laden telefonou para ele na terça-feira e pediu para encontrá-lo em Islamabad naquela noite. Zaidan não quis dizer onde ocorreu o encontro.O jornalista disse que o rosto do homem estava parcialmente coberto, mas ele acredita tratar-se da mesma pessoa que, dois meses atrás, fez o mesmo tipo de arranjo e lhe entregou outra fita que teria sido feita por Bin Laden. Zaidan recusou-se a dar maiores detalhes que pudessem identificar a pessoa.No último encontro, "ele apenas me deu a fita cassete, e em meio minuto desapareceu", relatou Zaidan. O homem não respondeu a qualquer pergunta sobre a fita, e apenas disse: "Isto é de Bin Laden", acrescentou o jornalista.Zaidan correu para seu carro para ouvir o cassete e não percebeu para onde o homem foi."Pelo que sei, fui o único que conseguiu a fita", avaliou Zaidan.A Al-Jazira, baseada em Catar, confirmou hoje que foi Zaidan que conseguiu a fita.A tevê por satélite divulgou o conteúdo da fita para todo o mundo árabe na noite de terça-feira. Uma voz, supostamente de Bin Laden, elogia atentados em Moscou e Bali, Indonésia, e adverte aliados dos Estados Unidos para se afastarem de planos de ataques ao Iraque.O editor-chefe da Al-Jazira, Ibrahim Hilal, disse que autoridades do Catar e dos EUA não contataram a estação pedindo mais detalhes sobre a fita. Ele adiantou que a Al-Jazira não tem nenhuma informação adicional para oferecer.Autoridades dos EUA acreditam que o Paquistão é o novo abrigo de muitos dos membros da Al-Qaeda que operavam no Afeganistão, durante o regime Taleban.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.