Jornalista é assassinado em Belfast

Um jornalista católico foi assassinado a tiros nesta sexta-feira quando regressava a pé de um bar acompanhado por sua esposa, que não ficou ferida. Martin O´Hagan foi o primeiro jornalista a ser assassinado em três décadas de conflito na Irlanda do Norte. O´Hagan, do jornal The Sunday World, vinha recebendo ameaças de morte.A polícia informou que um pistoleiro a bordo de um automóvel em movimento causou um ferimento mortal no jornalista em Lurgan, um povoado polarizado por grupos religiosos a sudoeste de Belfast. Ele ganhou vários inimigos entre as máfias paramilitares protestantes por suas duras reportagens sobre organizações criminais e assassinatos. O incidente aconteceu horas depois de a Grã-Bretanha ter advertido a principal organização protestante da Irlanda do Norte para que detivesse seus ataques ou enfrentaria as conseqüências políticas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.