AP
AP

Jornalista é demitido por ofender Putin

Editor fez uma ampla reportagem sobre as suspeitas de fraude nas eleições

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2011 | 03h06

MOSCOU - O editor de um importante semanário da Rússia disse que foi demitido depois da publicação de uma foto em que aparecia uma ofensa dirigida ao primeiro-ministro, russo, Vladimir Putin, e estava incluída em uma ampla reportagem sobre as suspeitas de fraude nas eleições parlamentares do dia 4, que teriam beneficiado o governista Rússia Unida.

Maxim Kovalsky, da revista Kommersant-Vlast, acusou o Kremlin de pressionar a direção da revista para que o demitisse.

Tudo o que sabemos sobre:
PutinRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.