Jornalista é linchado no Haiti

Uma multidão revoltada assassinou, a pedradas e golpes de machete, um jornalista que, na semana passada, havia recebido ameaças de morte por ter apresentado, em seu programa no rádio, um representante da oposição ao presidente do Haiti, Jean Bertrand Aristide. Brignol Lindor, diretor de Jornalismo da rádio Eco 2000, foi cercado por um grupo de pessoas quando viajava em seu automóvel para Petit Goave, a 60 km da capital, Porto Príncipe.A multidão o obrigou a sair do veículo e o linchou. O ataque ocorreu na mesma cidade em que a oposição realizou, dias atrás, manifestações de protesto contra o governo do presidente Aristide, quando ocorreram violentos confrontos entre os grupos que apóiam Aristide e setores da oposição. Um colega de Lindor, Junol Casimir, denunciou que o jornalista foi assassinado por seguidores de Aristide. "Quando Lindor tentou se refugiar em um escritório do governo para escapar do linchamento, foi impedido", disse Casimir, denunciando a atitude das forças policiais presentes ao local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.