Jornalista foge do Equador e vai para Miami

QUITO

, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2011 | 00h00

O jornalista Emilio Palacio, condenado a três anos de prisão após processo de injúria movido pelo presidente equatoriano Rafael Correa, deixou o país e viajou para os EUA. Em carta, divulgada ontem, ele denuncia a "perseguição do governo"

"Na quarta-feira, fui obrigado a abandonar meu país. A ditadura redobrou de tal modo a perseguição contra mim que concluí que corria perigo", afirmou em texto redigido de Miami.

O ex-editor do jornal El Universo não disse se está nos EUA como exilado político. "Desta terra amiga, onde busquei refúgio, continuarei a luta contra o tirano, utilizando como sempre a arma que ele mais teme, a verdade da palavra escrita." No dia 20 de julho, um juiz determinou a prisão de Palacio, que além da pena de três anos foi sentenciado a pagar US$ 40 milhões por injúria. O julgamento da apelação está previsto para o dia 13. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.