Jornalista gaúcho formará escudo humano no Iraque

O jornalista gaúcho Agnaldo Charoy Dias, de 42 anos, viaja hoje às 16 horas para o Iraque, onde se juntará com delegações de outros países que irão formar o "escudo humano" contra a guerra. Assessor de imprensa do deputado estadual Édison Portilho (PT), Dias afirmou ontem que não tem medo de enfrentar um provável bombardeio dos Estados Unidos à capital iraquiana, Bagdá. "Este termo ?escudo humano? é forte e parece de imediato que chegando ao Iraque vamos ficar na frente de bombas e fuzis norte-americanos. Não se trata disso. Como jornalista estarei lá para passar notícias não veiculadas pela grande mídia", disse ele.Dias viaja junto com mais 17 brasileiros de vários estados a convite da Organização dos Jovens dos Países Não Alinhados. A passagem, no valor de US$ 780, ou aproximadamente R$ 2,7 mil, foi paga com verba do gabinete do deputado Portilho. A estadia e alimentação em Bagdá serão custeadas pela organização. "As informações transmitidas pela grande mídia com interesses na guerra dizem respeito apenas ao discurso oficial do presidente George W. Bush e escondem questões fundamentais, como a grande mobilização do povo americano contra a guerra", afirmou o jornalista. "Por isso a nossa presença lá é fundamental."Os dois filhos de Agnaldo - Israel e Aline -, que é solteiro, estão tranqüilos quanto à viagem do pai. "O Israel, que tem 18 anos e mora em Fortaleza, embora preocupado me deu muita força nessa missão, que termina dia 25 deste mês", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.