Jornalista italiano é morto no leste da Ucrânia

Profissional trabalhava na cobertura do conflito entre forças do governo e militantes pró-Rússia

Agência Estado,

25 Maio 2014 | 09h00

Um fotojornalista italiano foi morto no leste da Ucrânia, onde ele trabalhava na cobertura do conflito entre forças do governo e militantes pró-Rússia, informou neste domingo, 25, o Ministério de Relações Exteriores da Itália. Andrea Rocchelli, de 30 anos, foi morto em Slovyansk, uma fortaleza de insurgentes pró-Rússia.

O Ministério não deu mais detalhes sobre as circunstâncias em que Rocchelli morreu, mas um oficial informou ao The Wall Street Journal que houve uma "morte violenta e as causas serão verificadas numa autópsia". A família do fotojornalista deve desembarcar nesta tarde na capital ucraniana, Kiev.

A Ucrânia vive neste domingo uma eleição presidencial que visa consolidar a autoridade no governo central de Kiev enquanto o país ainda luta para anular os militantes pró-Rússia do leste.

Centenas de rebeldes fortemente armados desfilaram neste domingo em Donetsk, no leste, numa demonstração de poder durante a tentativa de realização das eleições na região. Não havia qualquer sinal de votação em Donetsk e não foram abertas as urnas em escolas e outros prédios públicos. A imprensa local reportou que uma estação de votação foi aberta, mas separatistas armados chegaram dez minutos depois para forçar seu fechamento. (Fonte: Dow Jones Newswires)

Mais conteúdo sobre:
Ucrânia eleições conflitos jornalista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.