Jornalista italiano seqüestrado no Afeganistão é libertado

O jornalista italiano seqüestrado no Afeganistão foi entregue, nesta sexta-feira, 19, a autoridades da embaixada, depois de ser mantido em cativeiro por duas semanas e dias após seu motorista ter sido executado.Ele foi levado a um hospital italiano no país e está sob a proteção da embaixada da Itália.Mastrogiacomo, do jornal La Repubblica, e dois colegas afegãos foram capturados há duas semanas na província sem lei de Helmand, onde forças da OTAN e afegãs lançaram uma grande ofensiva. O governo do primeiro-ministro Romano Prodi afirmou que trabalhou ininterruptamente para libertar Mastrogiacomo desde sua captura. Segundo o ministério de Relações Exteriores, todas as exigências "foram cumpridas" para a libertação do jornalista.Os seqüestradores pediam a libertação de três importantes membros do taleban presos no país: Abdul Latif, Ustad Yasser e Mohammed Hanifi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.