Jornalista joga sapato em ministro indiano

Em coletiva, repórter manifestou indignação com resposta do político

Reuters

07 de abril de 2009 | 04h57

Um jornalista membro da casta indiana Sikh atirou um sapato no ministro indiano do Interior, P. Chidambaram, nesta terça-feira, 7. Foi durante uma coletiva de imprensa depois de ficar furioso com a resposta de Chidambaram sobre o relatório do Escritório Central de Investigação (CBI) que pede à Justiça a retirada das acusações contra o membro do governante Partido do Congresso Jagdish Tytler.

 

Chidambaram desviou do sapato. Em seguida sorriu e pediu aos seguranças para tirar o repórter da sala.

 

O político está sendo investigado por envolvimento na onda de violência antisique - na qual morreram milhares de pessoas - gerada em Nova Délhi em 1984 após o assassinato da então primeira-ministra Indira Gandhi.

"Queria protestar. Minha intenção não era ferir os sentimentos de ninguém. Por que deveria pedir perdão?", disse o jornalista, que faz parte da comunidade sique, ao canal local "NDTV", depois do incidente. "Meu método pode ter sido incorreto, mas minhas razões não são", acrescentou.

 

O incidente lembra o acontecido com o  ex-presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o premiê chinês, Wen Jiabao.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.