Jornalista que atirou sapato é espancado na prisão, diz irmão

Muntadar al-Zaidi teria tido a mão e as costelas quebradas e sofrido sangramento interno

Da BBC Brasil, BBC

16 de dezembro de 2008 | 09h42

O jornalista iraquiano Muntadar al-Zaidi, que atirou um sapato no presidente americano, George W. Bush, no domingo foi espancado na prisão, disse o irmão do repórter à BBC. Segundo ele, al-Zaidi teve a mão e as costelas quebradas por conta do espancamento e teria sofrido sangramento interno e um ferimento no olho.   Veja também: Jornalista está sob custódia do Exército iraquiano Blog do Guterman: Quando um sapato é um manifesto político Gesto de repórter iraquiano é retrato do fim da era Bush Assista ao vídeo da AP com incidente   Veja seqüencia de fotos com a sapatada  A BBC tentou entrar em contato com o Conselheiro de Segurança Nacional iraquiano, Mowaffaq al-Rubaie, mas ele não estava disponível para comentar as alegações feita pelo irmão do jornalista. Dargham, irmão do repórter, disse que acredita que al-Zaidi tenha sido levado a um hospital militar americano em Bagdá. Ele disse ainda que vários advogados se ofereceram para ajudar o irmão, mas que nenhum deles teve acesso a al-Zaidi desde que ele foi detido. Desde o incidente, diversos protestos foram realizados no Iraque em apoio ao jornalista e pedindo sua libertação. Autoridades iraquianas afirmaram que o jornalista será processado de acordo com a lei iraquiana, mas ainda não está claro as acusações que ele deverá sofrer.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.