JORNALISTA QUE 'DESCOBRIU' CUBANA ESTAVA NA PLATEIA

Quando o jornalista americano John Lyons fez uma pergunta para a blogueira cubana Yoani Sánchez durante a entrevista coletiva na sede do Grupo Estado ontem, a ativista agradeceu. "Você contribuiu muito para virar minha vida de cabeça para baixo", disse. Em dezembro de 2007, o repórter publicou na capa do Wall Street Journal a primeira grande reportagem falando da ativista, que havia sido mencionada apenas uma vez anteriormente, numa reportagem sobre blogueiros cubanos.

O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2013 | 02h03

Lyons disse que, pouco após Yoani abrir seu blog, no início daquele ano, circulou a notícia de que ela expunha suas críticas com uma diferença dos demais blogueiros do país: identificava-se por nome e sobrenome, com sua foto no blog. Impressionado, o repórter embarcou para Cuba "de maneira clandestina", pois não se apresentou como jornalista a trabalho. "Fui fantasiado de turista." Ele passou uma semana em Havana.

"Yoani chegaria ao mundo de qualquer maneira. Tive a sorte de estar no lugar certo, na hora certa, e publicar suas palavras que, além de belas, têm muita clareza. Ela é uma pessoa que tem uma fortaleza de alma impressionante", disse o repórter, que atua como correspondente no Brasil desde 2008. / GUILHERME RUSSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.