Jornalista que satirizou o governo é libertado

O editor-chefe do semanário 6º Poder, Leocenis García, foi solto ontem à noite e levado para uma clínica privada, pois estava debilitado por causa dos 14 dias de greve de fome que fez contra as acusações apresentadas contra ele e a prisão. O jornalista estava preso desde 30 de agosto, acusado de instigar ao ódio e de injúria por causa da publicação de uma fotomontagem com ministras usando roupas de cabaret e um texto crítico ao governo Hugo Chávez. O caso provocou críticas de organizações de defensa da liberdade de imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.