AFP
AFP

Jornalista sueco é condenado à prisão por ajudar refugiado sírio

O adolescente sírio, que estava exausto e faminto, viajava sozinho e pediu ajuda para chegar à Suécia, onde esperava encontrar um primo

O Estado de S. Paulo

09 Fevereiro 2017 | 20h06

ESTOCOLMO - O jornalista de televisão sueco Fredrik Önnevall foi condenado nesta quinta-feira, 9, a uma pena de prisão, comutada por trabalhos comunitários, por ter transportado ilegalmente ao seu país um adolescente refugiado sírio.

Önnevall estava filmando um documentário para a televisão pública SVT sobre a reação dos partidos nacionalistas europeus contra a onda migratória em 2014 quando conheceu "Abed", de 15 anos, em Atenas.

O adolescente, que estava exausto e faminto, viajava sozinho e lhe pediu ajuda para chegar à Suécia, onde esperava encontrar um primo.

"Levei 10, 15 minutos para assimilar seu pedido, compreender o que me pedia realmente, e me decidir", explicou Fredrik Önneval em uma entrevista concedida à agência France Presse antes do seu processo, no fim de janeiro, ante o tribunal de Malmö (sul).

"Embora esteja claro que a equipe do SVT agiu por razões puramente humanitárias, a jurisprudência não concede muita margem para desculpar um acusado a partir do que se conhece como exceção humanitária", afirmou o tribunal em sua sentença.

Önnevall disse que vai recorrer da decisão. O cinegrafista e o intérprete que trabalhavam com ele também foram condenados à mesma pena. Em 2016, 116 pessoas foram condenadas na Suécia por ajuda à imigração ilegal. / AFP 

Mais conteúdo sobre:
ESTOCOLMO Atenas Suécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.