Jornalistas feridos no Iraque podem voltar amanhã aos EUA

O apresentador da rede americana ABC Bob Woodruff e o cinegrafista que o acompanhava, Doug Vogt, podem ser repatriados amanhã para os Estados Unidos, depois de terem ficado gravemente feridos ontem num atentado em Bagdá.A rede de televisão informou hoje que, apesar da gravidade do estado dos dois, ambos "estão estáveis". Ainda segundo a ABC, os médicos estão satisfeitos com a evolução de Woodruff e Vogt e com o fato de eles terem superado bem a transferência de Bagdá até uma base militar americana na Alemanha.Woodruff e Vogt, ganhador de vários prêmios Emmy, foram operados ontem num hospital de Bagdá pouco depois de o veículo militar iraquiano no qual estavam ter passado sobre uma bomba.O presidente da ABC, David Westin, disse que o estado do cinegrafista "é melhor que o de Woodruff", apresentador do World News Tonight, um dos noticiários de maior destaque da ABC."Há um longo caminho a ser percorrido (em referência à saúde de Woodruff), mas também é verdade que desde domingo percorremos outro longo trecho", disse Westin.Fontes do centro hospitalar na base militar contaram a meios de comunicação americanos que "o colete à prova de balas que os dois usavam muito provavelmente os salvaram", já que, do contrário, teriam sofrido "ferimentos fatais".Os dois jornalistas ficaram feridos na cabeça, segundo a emissora, que acrescentou que as mulheres de ambos já estão na Alemanha.Tom Brokaw, ex-apresentador do NBC Nightly News, um programa parecido com o de Woodruff, mas na NBC, disse hoje que Lee, a mulher do apresentador ferido, contou que a inflamação no cérebro de Bob diminuiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.