Jornalistas sequestrados na Síria voltam para Madri

Dois jornalistas espanhóis que haviam sido sequestrados na Síria em setembro do ano passado foram libertados e voltaram para a Espanha neste domingo.

AE, Agência Estado

30 de março de 2014 | 20h09

Javier Espinosa e Ricardo García Vilanova eram correspondentes do jornal espanhol El Mundo no Oriente Médio quando foram sequestrados por milicianos do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIS, na sigla em inglês) no dia 16 de setembro.

O sequestro foi confirmado em dezembro, quando os familiares e colegas fizeram diversos apelos pela libertação dos profissionais.

Espinosa ligou para a sede do jornal em Madri neste sábado dizendo que ele e o companheiro haviam sido entregues à tropas turcas. Os jornalistas foram levados para a Espanha a bordo de um avião militar.

Hoje, os jornalistas, aparentando boas condições de saúde, deram breves declarações à imprensa na sede do El Mundo em Madri. Eles agradeceram as pessoas que colaboraram para a libertação deles, mas não deram detalhes de como ocorreu. "Lamentamos dizer que não podemos dar mais detalhes, não depende de nós tomar essa decisão", disse García Vilanova. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaSírialibertação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.