Jornalistas sequestrados na Somália em 2008 são libertados

Autoridades do país dizem que estiveram trabalhando na soltura da canadense e do australiano por oito dias

Reuters,

25 Novembro 2009 | 16h18

Dois jornalistas sequestrados na Somália em agosto de 2008 foram libertados nesta quarta-feira, 25, e estão atualmente em um hotel em Mogadiscio, capital somali, informaram membros do Parlamento e fontes da hospedaria.

 

"Trouxemos os dois jornalistas estrangeiros ao Sahafi Hotel. Estivemos trabalhando por sua libertação por oito dias e finalmente tivemos sucesso", disse o primeiro-ministro somali, Ahmed Diiriye. "Não quer comentar sobre como conseguimos a soltura", completou o mandatário.

 

Amanda Lindhout, uma repórter freelancer do Canadá, e Nigel Brennan, um fotógrafo freelancer da Austrália, foram sequestrados em Mogadiscio em agosto de 2008.

Mais conteúdo sobre:
Somália sequestro jornalistas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.