Josef Fritzl está apto para julgamento, dizem psiquiatras

Especialistas afirmaram hoje que Josef Fritzl, acusado de aprisionar e estuprar a filha por 24 anos, tem condições mentais para ser julgado. Um laudo elaborado por psiquiatras sustenta que Fritzl, de 73 anos, está lúcido o suficiente para ser julgado, apesar de sofrer de uma "desordem de personalidade profunda". Segundo a polícia, o austríaco confessou ter mantido a filha presa em um quarto sem janelas construído por ele no porão de sua casa em Amstetten, a oeste de Viena. Investigadores afirmaram que ele é o pai dos seis filhos ainda vivos. Ele disse à polícia ter se livrado do corpo do sétimo filho, morto na infância.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.