Jospin chega ao local do atentado em Paris

O primeiro-ministro francês, Lionel Jospin, chegou ao local do atentado em Nanterre, na periferia oeste de Paris, onde, na noite desta terça-feira, um homem abriu fogo com uma metralhadora, matando oito pessoas e ferindo outras 29 durante uma reunião da Câmara de Nanterre. Entre os feridos, 18 estão em estado grave. O ministro do Interior, Daniel Vaillant, também está no local. Segundo testemunhas, o homem levantou-se na final da sessão e começou a atirar, só parando depois que várias pessoas o imobilizaram. A presidente da Câmara Municipal, a comunista Jacqueline Freysse, não foi ferida. O incidente acontece um mês antes das eleições presidenciais, onde o tema criminalidade é um dos mais tratados nas campanhas. Em outubro do ano passado, um homem armado matou quatro pessoas na cidade de Tours.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.