Jospin quer aumentar licença-paternidade

O primeiro-ministro da França, Lionel Jospin, propôs nesta segunda-feira uma medida que garantiria aos novos pais um período de licença de duas semanas depois do nascimento de seu primeiro filho.De acordo com Jospin, a proposta será enviada ao parlamento ainda este mês e, caso seja aprovada, entrará em vigor em janeiro do ano que vem."Os pais, assim como as mães, devem experimentar totalmente a ocasião especial que é um nascimento, então eles poderão receber a criança da melhor maneira possível", afirmou o premier.O período de 15 dias proposto substituiria a atual licença de três dias.De acordo com a proposta do líder francês, os novos pais não teriam descontos salariais pela licença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.