'Jovem da selva' desaparece no Camboja

Autoridades suspeitam que Rochom Pngieng retornou para as florestas do país, onde viveu por 18 anos

Efe,

25 de setembro de 2007 | 10h13

A misteriosa "jovem da selva" cambojana, achada em janeiro após permanecer 18 anos perdida, desapareceu sem deixar rastros, levando as autoridades a acreditar que ela retornou às selvas do nordeste do país, informou nesta terça-feira, 25, a Polícia local.Ley Tom, subchefe de Polícia do distrito de Oyadawn, na província de Ratanakari, disse que Rochom Pngieng, de 27 anos, desapareceu há um mês. As patrulhas de resgate não acharam nenhuma pista dela.A moça foi localizada por lenhadores no dia 13 de janeiro. Uma família imediatamente reconheceu a sua filha, perdida aos 10 anos, quando cuidava do gado em algum ponto entre o Camboja e o Vietnã.Algumas organizações, porém, levantaram suas dúvidas sobre como uma menina poderia ter sobrevivido tantos anos na selva cambojana, onde habitam animais selvagens, inclusive tigres. A imprensa logo criou o apelido de "jovem da selva", e psicólogos de todo o mundo se interessaram pelo caso.No entanto, Tom afirmou que nos últimos meses o interesse pela moça tinha diminuído. Ela continuava sem falar e mantinha um comportamento errático. "Eu acho que ela simplesmente estava louca", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
CambojaRochom Pngieng

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.