Jovem fica gravemente ferido em confronto na França

Um jovem de 16 anos ficou gravemente ferido no olho por uma bala de borracha disparada pela polícia durante confrontos em Clichy-sous-Bois, na periferia de Paris, na noite desábado passado, segundo informaram nesta segunda-feira fontes policiais. A seção de assuntos internos abriu uma investigação sobre o incidente, de acordo com as autoridades. O incidente ocorreu durante o confronto entre um grupo de jovens e agentes da polícia, os quais tinham sido enviados ao local para reprimir ataques sofridos por bombeiros. Os agentes dispararam balas de borracha e depois detiveram o jovem, que, ferido em um olho e sangrando muito, foi levado a um hospital. O incidente foi divulgado nesta segunda-feira, quando o primeiro-ministro, Dominique de Villepin, realizou uma reunião de urgência para tratar do recrudescimento dos distúrbios nas periferias das grandes cidades por causa do aniversário da onda de violência que no final de 2005 obrigou o Executivo a decretar estado de emergência no país. Na noite de sábado, uma jovem de 26 anos sofreu queimaduras quando um grupo de encapuzados ateou fogo ao ônibus urbano no qual viajava e está entre a vida e a morte em um hospital de Marselha. Com queimaduras em 70% do corpo, o estado de saúde da jovem é "delicado", embora tenha superado "o período difícil das primeiras 36 horas". Villepin anunciou o endurecimento da luta contra a violência urbana e a perseguição de todos os que participarem dos distúrbios ou os encorajarem. Menores de idade envolvidos nos episódios poderão comparecer "imediatamente" perante um juiz, o que "dará um caráter exemplar" às sanções e evitará o "sentimento de impunidade", afirmou o chefe do governo conservador. Villepin disse que o Ministério da Justiça pediu aos promotores que mostrem "a máxima firmeza" contra os envolvidos nos incidentes de violência urbana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.