Jovem italiana pode ter sido contaminada por vaca louca

O Ministério da Saúde italiano anunciou nesta terça-feira o primeiro caso suspeito da forma humana da doença da vaca louca no país. Um documento do governo informou que o diagnóstico foi baseado em testes realizados na Itália e na Grã-Bretanha, onde a maior parte dos casos da variante humana Creutzfeldt-Jakob Disease (CJD) foi descoberta. A França também registrou vários casos. O paciente com suspeita de ter contraído a doença não foi identificado, mas vive na Sicília. Várias agências de notícias italianas disseram que seria uma mulher jovem e que teria sido internada no hospital de Palermo há cerca de um mês. A Itália já confirmou 53 casos de animais infectados peladoença desde janeiro de 2001, quando a União Européia (UE) tornou obrigatórios os testes em animais com mais de 30 meses de idade. Mais de 500 mil animais já passarampelos testes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.