Jovem morto em St. Louis foi baleado pelas costas

O jovem Vonderrit Myers Jr., de 18 anos, morto no começo do mês por um policial em St. Louis recebeu vários tiros nas costas, informou, nesta quinta-feira, o patologista responsável pela autopsia, Cyril Wecht.

Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2014 | 21h21

A morte de Myers em 8 de outubro desencadeou uma onda de protestos similar às realizadas após a morte de Michael Brown, também de 18 anos, no subúrbio de Ferguson, em St. Louis. Ambas as vítimas eram negras e foram mortas por policiais brancos.

Advogados da família de Myers afirmam que o laudo sugere que ele estava correndo do policial durante o confronto fatal.

Wecht afirmou que Myers foi atingido oito vezes, sendo seis tiros na parte de trás do corpo. A polícia afirmou que o jovem atirou primeiro no policial. De acordo com Wecht, havia resíduos de pólvora no jovem.

O policial que atirou em Myers estava fora de serviço na área próxima ao Jardim Botânico de Missouri. O chefe da polícia de St. Louis, Sam Dotson, afirmou que o policial suspeitou de Myers quando ele e outro homem começaram a correr. Evidências balísticas mostram que Myers deu três tiros, de acordo com Dotson. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAjovem morto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.