AFP / Ahmad GHARABLI
AFP / Ahmad GHARABLI

Jovem palestina que agrediu soldados pega 8 meses de prisão após acordo

Ahed Tamimi, de 17 anos, se tornou ícone da luta contra a ocupação israelense

O Estado de S.Paulo

21 Março 2018 | 22h20

JERUSALÉM - A adolescente palestina que ficou famosa após ter agredido soldados israelenses na Cisjordânia ocupada foi condenada nesta quarta-feira (21) a 8 meses de prisão por um tribunal israelense após chegar a um acordo de "declaração de culpa".

Ahed Tamimi, de 17 anos, considerada pelos palestinos como um ícone da luta contra a ocupação israelense, será posta em liberdade este verão, pois a pena inclui os meses que passou em prisão preventiva pelo incidente ocorrido em dezembro de 2017.

Tamimi, juntamente com sua mãe, Narimane, e sua prima, Nour, protagonizaram um vídeo gravado em 15 de dezembro que viralizou nas redes sociais. Nele, Ahed e Nour Tamimi aparecem empurrando dois soldados e depois dando-lhes golpes com os pés e as mãos em frente à sua casa, em Nabi Saleh, Cisjordânia, território palestino ocupado por Israel. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.