Jovem que matou 5 abriu fogo ´calmamente´, diz testemunha

Dois ataques isolados contra civis americanos na noite de segunda-feira voltaram a chamar a atenção dos Estados Unidos para crimes cometidos por atiradores. Dez pessoas morreram nos episódios, que coincidentemente ocorreram com 30 minutos de diferença nas cidades de Salt Lake City e Filadélfia.Com uma estratégia parecida à utilizada pelos dois garotos responsáveis pelo massacre no Colégio Columbine, em 1999, um jovem de 18 anos matou cinco pessoas na noite de segunda-feira, 12, em um shopping de Salt Lake City, nos Estados Unidos. Ele vestia um casaco militar de coro e iria "matar o maior número de pessoas possíveis" caso não fosse barrado por um policial que estava de folga, disse o chefe da polícia local, Chris Burbank."Ele estava totalmente calmo, com uma expressão serena" quando abriu fogo contra as pessoas que estavam no centro comercial, acrescentou Marie Smith, de 23 anos, que trabalha em uma das lojas do shopping Trolley Square. A jovem afirmou que o homem não parecia estar em "fúria" quando realizou o ataque.Com o criminoso, identificado como Sulejman Talovic, foram encontradas duas armas, uma espingarda e uma pistola, além de muita munição. Na noite da segunda, ele entrou no shopping e começou a atirar aleatoriamente. Marie Smith, que gerente de uma loja de tecidos, afirmou que viu o exato momento em que o garoto sacou as armas e atirou em uma mulher que se aproximava por trás dele. "Ele tinha a expressão tranqüila. Ele não parecia alterado, como se estivesse em um atentado." Matt Lund visitava sua esposa, Barbara, que trabalha como gerente em uma loja de roupas infantis, quando escutou os primeiros disparos. O casal e outras três pessoas se esconderam em um pequeno depósito por quarenta minutos para escapar da violência."Nós escutamos gritos de ´Polícia! Abaixe a arma´ e depois um tiro de espingarda", disse Lund. "Foi inacreditável."O adolescente atirador foi morto pela polícia em frente à loja onde a esposa de Lund trabalha. Duas mulheres de 28 anos, uma de 24, um homem de 52 e uma adolescente de 15 morreram no incidente."Eu vi os policiais chegando e trocando tiros com o homem", disse Barrett Dodds, proprietário de uma loja. "Depois, ele ficou encurralado, mas mesmo assim continuou atirando". Nesta terça-feira, dezenas de pessoas deixaram vasos de flores em frente ao shopping.Investidor frustradoEm outro episódio protagonizado por um atirador na noite de segunda-feira, três pessoas morreram antes que o criminoso se suicidasse em uma pequena empresa marketing na Filadélfia. O assassino, identificado como Vincent Dortch, tinha 44 anos e pretendia se vingar de seus sócios em uma pequena empresa por ter perdido dinheiro.Dortch abriu fogo contra os homens durante uma reunião de negócios. Logo após matar os três homens e ferir outros, ele entrou em confronto com a polícia. Ao se ver encurralado, Dortch entrou em uma sala e se suicidou O homem teria perdido quase US$ 500 mil investidos em uma empresa chamada Watson International.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.