Jovem tibetana se imola com fogo na China central

O grupo de defesa dos ativistas tibetanos Free Tibet disse nesta terça-feira que uma mulher de 26 anos morreu após atear fogo a si própria na província de Gansu, na China central. Segundo o grupo, a jovem Dolkar Kyi se imolou no monastério budista de Tso nesta terça-feira. O incidente ocorre logo após mais uma autoimolação de ativista tibetano, um homem que se matou com fogo na segunda-feira na província chinesa de Sichuan. O Free Tibet identificou o ativista como Lobasang Tsultrim, um monge de 21 anos do monastério de Kirti.

AE, Agência Estado

07 de agosto de 2012 | 16h13

Já ocorreram mais de 40 suicídios políticos feitos por ativistas tibetanos nos últimos anos contra a China. Eles afirmam protestar contra o domínio chinês no Tibete. Já o governo chinês acusa o líder espiritual tibetano no exílio, o dalai-lama, de incitar os jovens ao suicídio.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.