Jovens dos EUA tendem à esquerda, diz pesquisa

NYT diz que jovens entre 17 e 29 anos se familiarizam mais com Democratas

Agencia Estado

27 Junho 2007 | 16h27

Jovens americanos são mais favoráveis do que a população em geral de um sistema de seguro saúde administrado pelo governo, uma política aberta de imigração e a legalização da união homossexual, de acordo com uma pesquisa promovida do jornal The New York Times e as emissoras CBS e MTV. Os resultados publicados no jornal americano mostraram que existe uma tendência de que o jovem dos EUA tem uma visão mais esquerdista do que anteriormente. A pesquisa revela ainda que eles acreditam que a guerra no Iraque está se dirigindo para uma conclusão bem sucedida. Ela diz ainda que mais americanos entre 17 e 29 anos prestam mais atenção à corrida presidencial e se mostram mais familiarizados com dois candidatos, os senadores Barack Obama e Hillary Clinton. Mais da metade dos americanos pesquisados, 54% dos consultados, disseram que pretendem votar em um candidato Democrata em 2008. Eles compartilham com a opinião pública da avaliação negativa do presidente George W. Bush, que tem 28% da aprovação do grupo, e do Partido Republicano. Após os ataques de 11 de setembro de 2001, a média de aprovação de Bush era de 80% nesta mesma faixa etária. No mesmo momento em que Democratas ampliaram sua aprovação e os Republicanos dominaram Washington, os jovens parecem inclinar-se num posicionamento mais esquerdista do que a população em geral: 28% dos pesquisados se consideram liberais, comparando-se com a média da população nacional, que é de 20%. Cerca de 27% dos jovens se declaram conservadores, comparados com a média nacional da população atual, que é de 32% Cerca de 40% dos pesquisado declararam que deveria ser permitida a união entre pessoas do mesmo sexo, comparado a 28% da sociedade americana em geral. Eles também se posicionaram a favor da legalização e da posse de pequenas quantidades de maconha. Na recente pesquisa divulgada, 62% dos pesquisados apoiaram um sistema de seguro de saúdo publico, universal e administrado pelo governo. Enquanto 24% dos americanos são a favor de medidas de abertura para a imigração, 30% dos jovens declararam que "americanos deveriam recebem bem os novos imigrantes". Em um sinal de que deslocamento político, os jovens consultados acreditam que a nação americana está preparada para ser liderada por uma mulher, um negro ou alguém que já tenha admitido uso de maconha, embora admitam que os americanos não escolheriam alguém que tivesse usado cocaína ou que fosse um mormom.

Mais conteúdo sobre:
Pesquisa EUA esquerda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.