Juiz abre investigação formal contra Baby Doc

Candidata do partido de ex-ditador diz que ele está respondendo questões de um juiz

Associated Press,

18 de janeiro de 2011 | 20h08

PORTO PRÍNCIPE - Uma companheira de Jean-Claude Duvalier, conhecido como Baby Doc, disse que um juiz decidiu abrir uma investigação formal contra o ex-ditador.

 

Mona Bernadeau, uma candidata ao Senado do partido político de Duvalier, disse que o ex-ditador está respondendo questões do juiz em uma sessão a portas fechadas desde que foi levado pela polícia de seu hotel nesta terça-feira.

 

Ela se negou a especificar as alegações. Sob o sistema haitiano, os juízes investigam as acusações feitas por procuradores. O Haiti permite a prisão preventiva, mas este não deve ser o caso de Baby Doc, segundo Bernadeau, que acredita que o ex-ditador vá voltar ao seu hotel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.