Juiz dita prisão preventiva de oito suspeitos de plano terrorista

Um juiz britânico decretou nesta segunda-feira a prisãopreventiva por duas semanas de oito suspeitos ligados a um supostocomplô para derrubar aviões em pleno vôo entre Reino Unido e EstadosUnidosOs suspeitos, de entre 18 e 28 anos, compareceram ao tribunalpenal londrino de Old Bailey por meio de videoconferência da prisãode segurança máxima de Belmarsh (sul de Londres). Eles são acusadosde conspirar para assassinar e preparar atos de terrorismo. Os supostos terroristas, a maioria muçulmanos de origempaquistanesa, foram detidos em agosto em várias operações emLondres, Birmingham (centro da Inglaterra) e no condado deBuckinghamshire (perto da capital), A Polícia suspeita que esses indivíduos pretendiam introduzirexplosivos líquidos, escondidos na bagagem de mão, em até dez aviõespara detoná-los em pleno vôo entre Reino Unido e EUA. Os oito suspeitos fazem parte dos 24 detidos entre 9 e 10 deagosto em conexão com a suposta conspiração, dos quais 15 já foramacusados formalmente de crimes de terrorismo e quatro ficaram emliberdade sem acusações. Na semana passada, a Polícia obteve permissão judicial paraprorrogar até esta quarta-feira o interrogatório das últimas cincopessoas que continuam detidas por suposto envolvimento no complô. Segundo a nova legislação antiterrorista britânica, em vigordesde este ano, as forças da ordem dispõem de um prazo máximo de 28dias, desde o momento da detenção, para interrogar os suspeitos. No entanto, a Polícia não pode esgotar a totalidade dessas quatrosemanas sem requerer de tempos em tempos uma permissão judicial. Aotérmino desse período, a Polícia deve apresentar uma acusação formalou pôr os detidos em liberdade. A desarticulação do suposto plano terrorista provocou o caos nosaeroportos britânicos, sobretudo nos terminais de Londres, quechegaram a suspender mais de mil vôos devido aos atrasos ocasionadospelos estritos controles de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.