Juiz do Irã ordena investigação sobre caso de repórter

O chefe do Judiciário do Irã, aiatolá Mahmoud Hashemi Shahroudi, ordenou hoje uma completa investigação sobre o caso de uma jornalista norte-americana condenada por espionar e sentenciada a oito anos de prisão. A informação foi divulgada pela agência estatal Irna. A ordem firmada por Shahroudi ocorre um dia depois de o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, dizer que Roxana Saberi deve ter direito a uma ampla defesa, durante sua apelação.

AE-AP, Agencia Estado

20 de abril de 2009 | 10h22

Segundo a Irna, a investigação será realizada durante o processo de apelação. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse estar "gravemente preocupado" com o caso Roxana. Obama também disse ter certeza de que a repórter, também cidadã iraniana, não está envolvida em espionagem para os EUA. O caso dificulta os esforços da administração Obama para romper um impasse de 30 anos nas relações diplomáticas entre os dois países.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãrepórtercondenaçãoespionagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.