Juiz é assassinado no País Basco

Um juiz da região basca do norte da Espanha foi assassinado a tiros em seu automóvel na manhã de hoje , um dia depois que o grupo separatista ETA fora acusado de perpetrar um atentado com carro-bomba que feriu cerca de 100 pessoas em Madri. O magistrado, identificado pela polícia como José María Lidon Corbi, recebeu duas balas na nuca quando saia de carro da garagem de sua casa em Getxo, a cerca de 12 quilômetros da cidade portuária de Bilbao. A mulher do juiz e um filho do casal estavam no automóvel no momento do assassinato.Segundo uma porta-voz da polícia, que falou na condição de anonimato, pelo menos duas pessoas cometeram o atentado, ocorrido por volta das 7h30 (horário local). "Acreditamos ter sido obra do ETA", disse a porta-voz.Ontem pela manhã, um veículo carregado de explosivos foi detonado em Madri, ferindo cerca de 95 pessoas. Uma hora mais tarde, a polícia deteve um homem e uma mulher, supostamente integrantes do ETA, sob suspeita de terem explodido o automóvel. O grupo basco já assassinou mais de 800 pessoas como parte de sua campanha de 33 anos pela independência do País Basco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.