Rood Chery/Efe
Rood Chery/Efe

Juiz liberta 8 dos 10 norte-americanos presos no Haiti

Missionários podem deixar país nesta quarta; líder e uma integrante do grupo ainda estão detidas

AE e AP, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2010 | 20h18

A Justiça do Haiti libertou oito dos 10 norte-americanos presos no país sob acusação de sequestro de crianças, depois de ouvir a declaração dos pais de que entregaram seus filhos voluntariamente aos missionários. Segundo o advogado do grupo de batistas, Aviol Fleurant, o juiz disse que eles podem deixar o país nesta quarta-feira, 17.  

"Oito dos meus clientes foram libertados. O juiz quer interrogar dois dos meus clientes porque eles estiveram no Haiti antes do terremoto", disse Fleurant.

Perguntado se o juiz do caso já havia emitido a ordem de soltura, Fleurant disse que sim e que os oito poderiam deixar o país sem o pagamento de fiança.    

 

O juiz Bernard Saint-Vil disse a Associated Press que

VEJA TAMBÉM:
video Assista a análises da tragédia
mais imagens As imagens do desastre
blog Blog: Gustavo Chacra, de Porto Príncipe
especialEntenda o terremoto
especialInfográfico: tragédia e destruição
especialCronologia: morte no caminho da ONU
lista Leia tudo que já foi publicado
os oito poderiam sair do Haiti sem depositar fiança ou quaisquer condições, e acrescentou que agora quer interrogar a líder do grupo, Laura Silsby, e também a Charise Coulter sobre a visita das duas ao país caribenho em dezembro, antes do terremoto.  

Saint-Vil  disseque pediu a hospitalização de Coulter, que sofre de diabetes.     O grupo foi detido quando tentava sair do país com 33 crianças em um ônibus rumo a República Dominicana. Os americanos dizem que se tratou de uma missão humanitária, sem intenções de traficar menores.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.