EFE
EFE

Juiz paquistanês retira acusação contra bebê de nove meses

Criança foi levada ao tribunal por tentativa de homicídio contra um policial

Reuters

12 de abril de 2014 | 10h24

Um juiz paquistanês retirou neste sábado, 12, as acusações de tentativa de homicídio contra um bebê de nove meses, disseram advogados, em um caso que levou luz ao desfuncional sistema judiciário paquistanês.

O bebê Musa Khan foi levado ao tribunal na cidade de Lahore por seu pai. A criança e seus parentes foram acusados este mês de tentativa de assassinato contra um policial depois que sua família entrou em confronto com a polícia e funcionários de uma companhia de gás que tentavam coletar contas atrasadas. A polícia registrou a acusação contra toda a família.

"A polícia disse ao tribunal que a acusação de Musa no caso do ataque à polícia e a funcionários da companhia de gás foi um erro humano e que Musa não estava sendo acusado", disse à Reuters o advogado Irfan Sadiq.

O avô do bebê, Muhammad Yasin, e seus três filhos ainda são acusados.

(Por Katharine Houreld)

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoJustiçabebê

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.