Juiz rejeita pedido de Obama sobre caso de Guantánamo

Um juiz militar americano rejeitou hoje uma moção do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para suspender o julgamento de um cidadão saudita preso na base naval da Baía de Guantánamo (Cuba), acusado de participar de um ataque contra o navio militar USS Cole em 2000, informou o Pentágono."O juiz James Pohl rejeitou a moção" para suspender o julgamento por 120 dias, disse o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, J.D. Gordon. O ataque ao navio militar Cole deixou 17 pessoas mortas e feriu um número muito maior. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.