Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Henry Romero / Reuters
Henry Romero / Reuters

Juiz suspende temporariamente extradição de traficante 'El Chapo' aos EUA

No final do mês, juiz decidirá se concede amparo a Guzmán contra a extradição de forma definitiva

O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2015 | 21h35

CIDADE DO MÉXICO - Um juiz mexicano suspendeu temporariamente nesta sexta-feira, 31, uma ordem de extradição aos Estados Unidos do chefe do narcotráfico Joaquín "El Chapo" Guzmán, que havia sido aprovada um dia antes por outra autoridade judicial e cuja anulação foi solicitada pelos advogados do criminoso que escapou da prisão neste mês.

Segundo o documento de um tribunal da Cidade do México, a ordem foi suspensa provisoriamente e o juiz decidirá se concede amparo a Guzmán contra a extradição de forma definitiva no dia 26 de agosto. A Procuradoria Geral da República disse na quinta-feira que obteve uma ordem de detenção formal com fins de extradição aos EUA.

No início do ano, a procuradoria havia negado a possibilidade de extraditar rapidamente Guzmán aos EUA, alegando que, primeiro, ele deveria enfrentar a Justiça mexicana.

"El Chapo" fugiu pela segunda vez de uma prisão de segurança máxima no dia 11 de julho, 16 dias após os EUA terem solicitado sua extradição por introduzir toneladas de drogas no país durante os dois anos em que comandou o cartel de Sinaloa antes de ser capturado e preso em 2014.

A fuga de Guzmán, por quem ambos os países oferecem uma recompensa milionária, foi um duro golpe para o governo do presidente Enrique Peña Nieto, que iniciou uma investigação para determinar como o narcotraficante conseguiu escapar da prisão. /REUTERS


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.