Juiz vai ouvir mecânicos sobre acidente aéreo em Madri

O juiz que investiga o acidente de um avião da Spanair que deixou 154 mortos em agosto decidiu interrogar três mecânicos. O trio poderia responder por homicídio, informou uma corte espanhola ontem. Um porta-voz do Tribunal de Justiça de Madri informou que o magistrado Juan Javier Pérez intimou dois mecânicos que examinaram a aeronave antes do acidente, no aeroporto de Barajas, na capital espanhola. Além deles, o chefe de manutenção da Spanair no terminal aéreo foi intimado.Nenhum deles foi formalmente acusado. Segundo as informações do porta-voz, não havia ainda conclusões no caso. O avião iria decolar quando foi detectado um problema mecânico. Após uma análise, os encarregados afirmaram que a aeronave estava em condições de voar. Houve uma segunda tentativa de decolagem, quando ocorreu o acidente. O caso, ocorrido no dia 20 de agosto, é o pior desastre aéreo na Espanha em 25 anos. Somente 18 pessoas sobreviveram ao acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.