Juíza americana diz que Constituição permite casamento gay

A Suprema Corte de Justiça de Massachusetts decidiu hoje que a Constituição estadual permite o casamento de pessoas do mesmo sexo e ordenou, por 4 votos a 3, à Assembléia Legislativa que resolva a questão para os gays dentro de 180 dias. A decisão é praticamente a mesma tomada pela Suprema Corte de Vermont em 1999, que levou a assembléia estadual a aprovar, um ano depois, leis que garantem os mesmos direitos aos gays dos casais heterossexuais. "O casamento é uma instituição social vital. O compromisso exclusivo de dois indivíduos alimenta o amor e a ajuda mútua. Ele dá estabilidade à nossa sociedade", afirma a juíza Margaret Marshall em uma muito aguardada decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.