Juíza assume processo contra ex-presidente

A juíza Beatriz Sandoval assumiu ontem a presidência da Corte Suprema de Justiça da Bolívia, um dia depois de a Câmara de Deputados, de maioria governista, ter suspendido o então presidente do tribunal, Eddy Fernández, por retardar o trâmite de processos como o do ex-presidente boliviano Gonzalo Sánchez de Lozada, acusado da morte de 60 pessoas num protesto, em 2003. Ao assumir o cargo, Beatriz anunciou que manterá para segunda-feira a data do julgamento.

, O Estadao de S.Paulo

15 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.