Juíza confirma prisão perpétua para Moussaoui

A juíza Léonie Brinkema ratificou nesta quinta-feira a sentença de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional para Zacarias Moussaoui, conforme decisão do júri do caso na última quarta-feira. O acusado entrou na corte fazendo sinal de vitória: "Deus salve Osama bin Laden. Vocês nunca o pegarão."A juíza Brinkema, no entanto, cortou firmemente o discurso de Moussaoui: "Senhor Moussaoui, assim que esse procedimento acabar, todos nessa sala irão sair e ver o sol e ouvir os pássaros. Você vai passar o resto da sua vida em uma prisão de segurança máxima. Está absolutamente claro quem ganhou."Ela continuou: "O senhor veio para cá para se tornar um mártir, mas, parafraseando (o poeta) T.S. Eliot, ao invé disso, você morrerá com um lamento." Moussaoui ainda tentou interrompê-la novamente, ao que a juíza aumentou o tom de voz: "Você nunca mais terá a chance de falar novamente, e esse é um final apropriado."Com a confirmação da juíza, Moussaoui, o único condenado nos Estados Unidos pelos atentados de 11 de Setembro, passará a cumprir sua pena em uma prisão de segurança máxima do estado do Colorado, onde permanecerá isolado durante o resto da vida.Ao receber na quarta-feira a decisão do júri, Moussaoui rezava em silêncio, mas ao sair da sala dirigiu-se à acusação, aplaudiu e disse em inglês: "Os EUA perderam, eu ganhei".A sentença provocou reações diferentes entre os parentes das vítimas que em parte acham que a vida na prisão é o que o terrorista merece, enquanto outros consideram que ele deveria ter sido condenado à morte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.