Julgamento de Berlusconi é retomado na Itália

O julgamento do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, por suspeita de fraude tributária foi retomado hoje em um tribunal de Milão, depois de ter passado um ano suspenso. Como está em Roma, participando de uma conferência alimentar, Berlusconi não compareceu hoje à corte milanesa.

AE-AP, Agencia Estado

16 Novembro 2009 | 10h23

O julgamento não era possível antes em razão de uma lei de imunidade que impedia o trâmite de processos contra o primeiro-ministro enquanto ele estivesse no cargo. Porém, no mês passado, um tribunal italiano derrubou a lei ao declará-la inconstitucional, abrindo caminho para que o processo fosse retomado.

O primeiro-ministro da Itália é acusado de fraude tributária em compras de direitos televisivos efetuadas pela Mediaset, emissora de televisão dele. Berlusconi nega a denúncia e acusa os juízes de agirem "com motivações políticas". Outro processo no qual ele aparece como réu será retomado em 27 de novembro.

Mais conteúdo sobre:
Itália Berlusconi julgamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.