Julgamento de Berlusconi por suborno dever terminar na sexta

Juízes italianos caminham para uma decisão no julgamento do primeiro-ministro Silvio Berlusconi, acusado de suborno há quase quatro anos. O veredicto é esperado para sexta-feira.Berlusconi, que não estava presente hoje no tribunal, mantém desde o princípio a afirmação de que é inocente. A acusação pede que ele seja declarado culpado e condenado a oito anos de prisão. O homem mais rico da Itália e até hoje o chefe de governo que ficou no comando do país por mais tempo, só esteve presente em três momentos do processo, que gira em torno da venda da empresa estatal de alimentos SME, na década de 1980.Em 1985, um grupo de magistrados bloqueou a venda da SME ao grupo Buitoni em favor de um grupo de magnatas, entre eles Berlusconi. Ele é acusado de ter dado dinheiro a um dos sócios para que subornasse juízes e favorecesse a compra da empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.