Junta detalha medidas de exceção

O governo militar egípcio detalhou ontem como poderá aplicar as antigas leis de emergência, restauradas após a violenta invasão à Embaixada de Israel no Cairo, A lei permite a repressão a bloqueios de estrada, divulgação de informações falsas ou porte de armas, segundo a agência estatal de notícias "Mena". Na TV estatal, o ministro do Interior, Mansour el-Essawy, também alertou que a polícia vai atirar em quem ameaçar vidas atacando delegacias ou a sede do ministério. / REUTERS

, O Estado de S.Paulo

12 Setembro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.