Júri chega a veredicto no caso Moussaoui

Após sete dias de deliberação e semanas de julgamento, o júri federal que decidirá se o conspirador da Al-Qaeda Zacarias Moussaoui receberá a pena de morte ou a prisão perpétua chegou a um veredicto. Moussaoui é o único terrorista preso nos Estados Unidos por ligações com os ataques de 11 de Setembro.No sétimo dia de deliberações, o júri, formado por 9 homens e três mulheres, informou à Juíza Leonie Brinkema que chegou a uma conclusão. A decisão será anunciada nas próximas horas. O veredicto do julgamento, que avalia a elegibilidade do cidadão francês de 37 anos e origem marroquina à pena de morte vem à tona depois de quatro anos de manobras legais e seis semanas de julgamento que colocou os jurados em uma montanha-russa emocional.O júri, formado por moradores da Virgínia do Norte, foi exposto a imagens nunca antes divulgadas da carnificina que marcou o dia 11 de setembro de 2001. Os jurados também tiveram acesso à gravação da caixa-preta do vôo 93, que caiu sobre a Pennsylvania após uma tentativa dos passageiros de evitar a ação dos terroristas. Outro fato que marcou o julgamento foi a presença de dezenas de vítimas e parentes de vítimas que descreveram o horror e as perdas que enfrentaram após os ataques a Washington e Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.